01 abril 2020

Planos do Sporting para 2020/21 ameaçados; Sporting poderá ter de pagar mais indemnizações por despedimento de técnico; Defesa do FC Porto muda de empresário e 'aproxima-se' da Premier League

Alex Telles está agora nas mãos de um nome de peso no panorama do mercado de transferências internacional. De acordo com o Record, o lateral, de 27 anos, iniciou uma ligação com Pini Zahavi, conhecido empresário israelita, em dezembro último, o que poderá vir a ser determinante para a definição do seu futuro no defeso que se avizinha. A SAD, é certo, tem a expectativa de encaixar os 40 M€ que constam da sua cláusula de rescisão.
A representação de Alex Telles por parte de Pini Zahavi poderá permitir a exploração do mercado que, desde há duas temporadas, tem sido especialmente associado ao seu futuro pós-FC Porto. O defesa-esquerdo já foi notícia como alvo do interesse de alguns emblemas ingleses, com especial ênfase no Chelsea mesmo antes de os blues terem sido proibidos de inscrever novos jogadores por parte da UEFA, e este é o filão de excelência do empresário israelita. Pini Zahavi tem na Premier League a sua principal área de influência, como demonstram alguns dos últimos negócios que intermediou.
Sobre uma eventual mudança para o campeonato de Sua Majestade, diga-se que Alex Telles não está bloqueado pelo principal obstáculo que não raras vezes enfrentam os jogadores não europeus. O brasileiro tem passaporte italiano há já vários anos, o que lhe permitirá, assim essa oportunidade surja, obter uma licença de trabalho comum. Caso não tivesse nacionalidade europeia e sendo internacional pelo Brasil – 3ª seleção do ranking da FIFA –, Telles teria de ter participado em pelo menos 30 por cento dos compromissos do seu país nos últimos dois anos. Uma especificidade que o lateral-esquerdo não terá de cumprir caso Inglaterra venha a ser o seu destino.

Planos do Sporting para 2020/21 ameaçados. A pandemia da covid-19 apanhou tudo e todos de surpresa. O Sporting não é exceção e neste momento aguarda por fumo branco da saltas instânciaspara retomar um caminho seguramente mais difícil e que, escreve O Jogo, pode levar a alteração da estratégia já iniciada com a contratação de Rúben Amorim ao Braga a troco de 10 milhões de euros. A aposta no treinador mais caro da história do leão – um dos mais caros, inclusive, no panorama mundial – foi o primeiro sinal dado por Frederico Varandas, que depois de uma temporada de conjuntura difícil e abaixo das expectativas, tal como o próprio presidente já assumiu, queria tempos de retoma, de aposta e com a intenção de ir ao mercado agarrar uma mão cheia de craques através de um investimento forte e com nível. Só que, neste momento, o tempo parece ser o maior inimigo das SAD, considerando-se em Alvalade a possibilidade de redimensionar a ida ao mercado, abordando-o de forma mais limitada, mas com ainda maior critério. O projeto alternativo parece simples na cabeçada estrutura do futebol: cortar nos excessos – futebolistas como Jesé e Bolasie, emprestados, têm guia de marcha –, apostar em negócios como cedências com opções de compra e, acima de tudo, aproveitar ao máximo aquilo que há, principalmente no que aos futebolistas que saíram para rodar diz respeito. Exemplos disso são o central Ivanildo, hoje no Rizespor, o médio Daniel Bragança (Estoril) ou o avançado Leonardo Ruiz (Varzim) que de uma pré-temporada garantida podem passar a ter lugar cativo no plantel 2020/21.
Para além disto, podem ser travadas algumas saídas, já equacionadas pela administração e que tinham como protagonistas alguns dos futebolistas mais influentes do Sporting, casos de Coates ou Acuña, escreve o diário.

Sporting poderá ter de pagar mais indemnizações. A SAD do Sporting já foi condenada a pagar 3 milhões de euros ao técnico sérvio, Mihajlovic, por quebra de contrato, mas os 'estragos' podem não ficar por aqui. Segundo o jornal A Bola, os adjuntos de Mihajlovic, que tinham tudo acertado para seguirem o técnico para Alvalade, também vão para tribunal exigir indemnizações aos leões.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Regras dos comentários

O Fora-de-Jogo mantém um sistema de comentários para estimular a troca de ideias e informações entre seus leitores, além de aprofundar debates sobre assuntos abordados nos artigos.

Este espaço respeita as opiniões dos leitores, independentemente das suas ideias ou divergência das mesmas, no entanto não pode tolerar constantes insultos e ameaças.

Assim o FDJ não aceita (ou apagará) comentários que:

- Contenham cunho racistas, discriminatórios ou ofensivos de qualquer natureza contra pessoas;
- Configurem qualquer outro tipo de crime de acordo com a legislação do país;
- Contenham insultos, agressões, ofensas;
- Contenham links externos;
- Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;

Não cumpridas essas regras, o FDJ reserva-se o direito de excluir o comentário sem aviso prévio.

Avisos:

- Respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade civil e penal de seus autores e/ou “reprodutores”, participantes que reproduzam a matéria de terceiros.
- Ao postarem suas mensagens, os comentadores autorizam o FDJ a reproduzi-los no blog;

Não fique Fora-de-jogo nas suas palavras...