08 abril 2020

Zero contratações e vínculos revistos. Este é o novo plano do Benfica; Espanhóis ponderam 'ataque' por médio do Benfica; Sporting quer recuperar avançado para...vender

A passagem de Luiz Phellype pelo Sporting parece estar em fim de ciclo. O avançado continua a cumprir criteriosamente o plano de tratamento traçado na sequência da operação ao ligamento cruzado anterior do joelho direito – no final do passado mês de janeiro – e está a preparar-se para dar o salto rumo a outras paragens. Segundo o jornal Record apurou, para lá do interesse que desperta no mercado, o brasileiro não é visto como um potencial indiscutível em 2020/21, apesar de não ser, naturalmente, uma carta fora do baralho.
Phellype poderá, assim, representar um importante encaixe para a SAD num momento muito delicado do futebol mundial, extremamente afetado pela crise provocada pela Covid-19, que forçou a suspensão de todas as competições.
A eventual saída de Luiz Phellype no próximo mercado de transferência será, de resto, em consonância também com os planos do próprio avançado. A ambição de dar o salto para outras ligas, onde possa obter melhores contrapartidas salariais é, aliás, uma das prioridades do camisola 29 dos leões. É que, apesar de ter sido o titular indiscutível na primeira metade desta época, logo após a saída de Bas Dost para o Eintracht Frankfurt, Luiz Phellype é um dos jogadores com mais baixo vencimento. O facto de ter chegado a Alvalade vindo do Paços de Ferreira, então na 2ª Liga, reduziu a margem para negociar um ordenado de topo – e mais ainda quando chegou para ser segunda linha. Meio ano depois, a realidade deu uma volta de 180 graus e o brasileiro agarrou o onze – em 26 partidas apontou 9 golos, destacou-se e até surgiu o interesse do Flamengo de Jorge Jesus, travado pelo elevado peço pedido pela SAD, que só aceitava negociar a partir de 10 milhões de euros. Luiz Phellype continua a ter mercado no futebol brasileiro e, também, na Ásia e noutros campeonatos emergentes, mais poderosos financeiramente.
O ponta-de-lança lesionou-se a 27 de janeiro, no jogo com o Marítimo, ficando ‘condenado’ a uma paragem de seis meses. O contratempo apareceu precisamente no momento da aposta em Andraz Sporar, reforço de inverno.

Florentino Luís está no radar de Betis e Sevilha para a próxima temporada. Os dois rivais da capital andaluza podem perder elementos dos respetivos meios-campos e têm o jogador do Benfica como opção. No caso do Betis, o ex-Sporting William Carvalho é cobiçado pelo Leicester, sendo que nos últimos dias surgiram notícias do interesse do Inter Milão. O clube de Benito Villamarín está disposto a abrir mão do português, por uma verba nunca inferior a 30 milhões de euros.
No rival, o diretor desportivo Monchi trabalha na sucessão de Banega, que vai rumar ao Al Shabab.
O Sevilha tem opções no plantel (Gudelj, de 28 anos, e Fernando, de 32), mas não descarta avançar para um futebolista ainda jovem.
Certo é que o representante de Florentino, Bruno Carvalho Santos, tem trabalhado na procura de soluções, pois o espaço do médio no onze ficou ainda mais reduzido com a contratação de Julian Weigl ao Borussia Dortmund. Isto sem esquecer que Tino, de 20 anos, já tinha perdido o lugar para Gabriel. Para a posição 6, o Benfica conta ainda com Samaris. Em janeiro, o Milan tentou contratá-lo, numa operação idêntica à que permitiu ao Tottenham reforçar-se com Gedson (4,5 M€ por empréstimo de ano e meio e opção de compra de 50 M€), mas o Benfica fechou a porta à transferência.
Com a entrada em cena dos clubes espanhóis, Florentino não descarta a saída, pois entende que precisa de atuar com regularidade, mas terá de contar com a firmeza das águias, que não querem vender em saldos, ainda por cima, sendo um dos mais emblemáticos jogadores saídos da sua formação e o que tem a blindagem mais alta do plantel: 120 M€.

Zero contratações e vínculos revistos. A vida não vai ser a mesma após termos vencido esta dura batalha contra a Covid-19. Há um antes e um depois da pandemia e nem o futebol escapa à mudança. Por isso, o Benfica já pensa na próxima temporada e são várias as coisas que irão mudar, a começar pela quebra significativa das receitas que obriga a nova planificação.
As diretrizes estão traçadas e, segundo o jornal Record, Luís Filipe Vieira e a restante direção já planeia a realização de alguns cortes, a começar pelas transferências. A ideia é não fazer nenhuma contratação e quem poderá sair poderá ser substituído por um jovem da equipa B ou sub-23. Uma aposta ainda maior na formação, que será também aplicada às modalidades.
Será inevitável também a redução nos orçamentos para cada equipa e modalidade – alguns cortes podem chegar aos 50% - tal como a redução nos contratos dos atletas. Aqui, o Benfica ainda estuda a hipótese de negociar coletiva ou individualmente. O objetivo é cumprir todos os contratos em vigor e, apesar dos cortes, a extensão dos vínculos pode ser uma realidade nalguns casos.
Por fim, as quotas dos sócios também poderão ser reduzidas, mais concretamente a das modalidades. A verba irá reduzir bastante, isto porque muitos dos associados irão deixar de ter poder de compra como até aqui.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Regras dos comentários

O Fora-de-Jogo mantém um sistema de comentários para estimular a troca de ideias e informações entre seus leitores, além de aprofundar debates sobre assuntos abordados nos artigos.

Este espaço respeita as opiniões dos leitores, independentemente das suas ideias ou divergência das mesmas, no entanto não pode tolerar constantes insultos e ameaças.

Assim o FDJ não aceita (ou apagará) comentários que:

- Contenham cunho racistas, discriminatórios ou ofensivos de qualquer natureza contra pessoas;
- Configurem qualquer outro tipo de crime de acordo com a legislação do país;
- Contenham insultos, agressões, ofensas;
- Contenham links externos;
- Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;

Não cumpridas essas regras, o FDJ reserva-se o direito de excluir o comentário sem aviso prévio.

Avisos:

- Respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade civil e penal de seus autores e/ou “reprodutores”, participantes que reproduzam a matéria de terceiros.
- Ao postarem suas mensagens, os comentadores autorizam o FDJ a reproduzi-los no blog;

Não fique Fora-de-jogo nas suas palavras...