02 janeiro 2017

"Não compreendo obsessão do Bruno Carvalho contra o Benfica"; Reforço do Benfica acerta tudo hoje; "O FC Porto ficou aliviado por sair do Sporting"

Abrantes Mendes não entende aquilo que considera ser uma obsessão de Bruno de Carvalho pelo Benfica. Numa leitura das entrelinhas da entrevista do presidente do Sporting ao "Record", o antigo presidente da Assembleia Geral dos leões comenta em tom crítico as observações do líder do clube a propósito dos encarnados.
Numa alusão à candidatura de Madeira Rodrigues, Bruno de Carvalho diz que lhe "fez confusão que ele tivesse sido apresentado por um benfiquista, o dr. Júdice".
"Não entendo a obsessão que Bruno de Carvalho tem pelo Benfica", refere Abrantes Mendes, à Renascença, "quando há coisas muito mais importantes no Sporting para abordar". As observações do presidente à candidatura de Madeiras Rodrigues não passam, sublinha, de "faits-divers", às quais não dá valor.
Nesta entrevista, o antigo presidente da Assembleia Geral do Sporting diz, ainda, que este tipo de declarações "são guerras de alecrim e manjerona”.
Bruno de Carvalho queixa-se da falta de militância no Sporting que se tem traduzido na falta de títulos. Abrantes Mendes "não se revê" nessa opinião do presidente leonino, recordando "que o Sporting não tem quatro ou seis anos, tem mais de 100". "O Sporting teve muitas conquistas e no tempo de Bruno de Carvalho pouco venceu", acrescenta.
No que diz respeito à equipa de futebol, Abrantes Mendes tem muitas dúvidas quanto "à conquista do actual campeonato" pelo Sporting, entendendo que "este ano o Sporting está mais fraco e não tem tido boas exibições". O antigo dirigente espera que os "resultados e as exibições melhorem", mas salvaguarda que o "Sporting tem desvantagem para Benfica e FC Porto".

Marcelo Hermes acerta hoje a burocracia que o impede de se apresentar já amanhã em Lisboa, tal como planeava inicialmente. Reforço do Benfica para as próximas cinco temporada semeia e chegando à Luz livre, pois terminou o contrato como Grémio no passado dia 31 de dezembro, o lateral- esquerdo vai realizar exames de missionais – servem de comprovativo do estado de saúde atual do atleta – na sede da federação gaúcha, seguindo depois para as instalações do Grémio, onde assinará, já durante a tarde, um documento no qual o jogador e o clube acordam que tudo está regularizado entre as partes à data da separação.
Fechado o processo burocrático, o jogador planeia deslocar-se no imediato para Lisboa, tendo viagem agendada para amanhã, pelo que deverá apresentar-se na capital portuguesa na quarta-feira, dia 4 – vai falhar por isso a partida com o Vizela, à qual poderia assistir, caso tudo tivesse decorrido como jogador e empresário tinham programado. E Hermes está ansioso de começar finalmente a treinar-se de águia ao peito e às ordens de Rui Vitória. “Ele está muito entusiasmado em ir para Portugal, claro que sim. É o sonho de qualquer atleta jogar num grande clube como o Benfica”, relatou ao jornal O Jogo, João Ribeiro, empresário do lateral, que ficará protegido por uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros, auferindo cerca de 32 mil euros por mês no emblema da Luz.
À espera pela mudança para o campeão nacional, Hermes não descurou a condição física, procurando, pelo contrário, apresentar-se na melhor forma. “Ele está muito empolgado em ir para o Benfica e a prova disso é que tem treinado numa academia na cidade dele, Sarandi [onde passou o réveillon], no interior do Rio Grande do Sul, comum preparador físico que contratou”, salienta João Ribeiro, prometendo que Hermes tudo vai fazer para disfarçar o longo tempo de paragem – não joga desde junho, tendo sido relegado das contas da formação principal a partir do momento em que recusou renovar contrato com o Grémio. “Não tem jogado e pode demorar um pouco a retomar o ritmo de jogo, mas podem ter a certeza de que ele vai recuperar bem rapidamente. É muito dedicado e se for preciso vai treinar o dobro”, frisa.

Islam Slimani começa a brilhar no Leicester mas não esquece os três anos que passou em Portugal. "Cresci e melhorei muito como jogador do Sporting, é um clube que me é muito querido. Na Argélia há futebol, mas é difícil progredir com treino. Recebi tudo isso no Sporting, foi um clube vital para a minha carreira", elogiou.
Uma das imagens de marca do avançado foram os golos ao FC Porto. "Gostava da alcunha de 'caçador de dragões' porque jogar contra o FC Porto parecia encaixar-se bem na forma como jogo. Acho que eles ficaram aliviados quando vim para Inglaterra, mas imagina como eles se sentiram quando calhámos no mesmo grupo na Liga dos Campeões!", brincou, numa entrevista ao jornal inglês 'Telegraph'. E a verdade é que Slimani fez jus à alcunha, marcando o único golo da vitória do Leceister sobre os azuis e brancos, na partida em Inglaterra...
Recordando o que aconteceu no verão, Slimani contou que o compatriota Riyad Mahrez foi decisivo para a mudança. "Ele passou o verão a dizer-me para vir para o Leicester. Até esteve comigo quando fiz os exames médicos. Agora, passamos muito tempo juntos fora do clube. Já não vou com ele para os treinos porque passa a vida a ser multado por chegar atrasado", revelou.
Com seis golos apontados pelo Leicester nos 15 primeiros jogos, o ponta-de-lança reconhece que ainda precisa de se habituar à velocidade do futebol inglês. E também à dureza dos defesas. "São muito duros e fortes. Virgil van Dijk, do Southampton, é o mais duro que defrontei, é muito bom defesa e fantástico com a bola. Mas até nos treinos é difícil contra Wes Morgan e Roberth Huth", contou.

1 comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar

Regras dos comentários

O Fora-de-Jogo mantém um sistema de comentários para estimular a troca de ideias e informações entre seus leitores, além de aprofundar debates sobre assuntos abordados nos artigos.

Este espaço respeita as opiniões dos leitores, independentemente das suas ideias ou divergência das mesmas, no entanto não pode tolerar constantes insultos e ameaças.

Assim o FDJ não aceita (ou apagará) comentários que:

- Contenham cunho racistas, discriminatórios ou ofensivos de qualquer natureza contra pessoas;
- Configurem qualquer outro tipo de crime de acordo com a legislação do país;
- Contenham insultos, agressões, ofensas;
- Contenham links externos;
- Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;

Não cumpridas essas regras, o FDJ reserva-se o direito de excluir o comentário sem aviso prévio.

Avisos:

- Respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade civil e penal de seus autores e/ou “reprodutores”, participantes que reproduzam a matéria de terceiros.
- Ao postarem suas mensagens, os comentadores autorizam o FDJ a reproduzi-los no blog;

Não fique Fora-de-jogo nas suas palavras...