18 dezembro 2016

“Objetivo do FC Porto deve ser recuperar a hegemonia”

Deco não perde, nunca perdeu de vista o FC Porto. Tem uma voz crítica, mas fala com a vantagem de perceber o que diz, ou seja, de futebol, e de conhecer muito bem o clube. Olha assim para o momento: “Não vejo o FC Porto tão mal quanto diziam, nem tão bem quanto dizem agora. As pessoas têm a tendência para passarem do oito ao 80 muito rápido. O FC Porto está a passar uma fase sempre ingrata – é aquela em que a ansiedade se agudiza, quando não se ganha e há a necessidade de o fazer.
Isso viu-se bem no jogo com o Braga, em que festejou a vitória como se estivesse a festejar um título, e isso é sinal do momento.” O mágico entende tudo isso e dá a sua visão: “Nem sempre as coisas saem como se trabalham. O FC Porto, até ao momento, teve altos e baixos. Começou bem, depois baixou, não se encontrou, agora está de novo em alta. É muito fácil criticar um treinador, mas os jogadores também devem ter responsabilidade quando as coisas não vão bem.” E fala de um caso muito específico. “As pessoas questionavam por que é que não jogava o Brahimi, mas, para o treinador o poder colocar, ele tem de jogar como está a jogar agora. Falo do Brahimi porque gosto imenso do futebol dele.”
Diz o antigo médio que “não é fácil vencer com muitos jogadores novos”. “O FC Porto está à procura de uma equipa, mas não só para este ano. Os jogadores têm passado pouco tempo no clube. Basta ver que o Herrera é o jogador que tem mais tempo nesta equipa e chegou há quatro anos. Há jogadores que são miúdos e que estão a chegar, mas o FC Porto não pode ser visto como uma passagem. Jogador que pensar assim está no sítio errado”, analisa. O tema merece uma análise comparativa: “O FC Porto conseguiu sempre manter uma base; quando estavam para sair alguns jogadores, já havia outros para entrar. O FC Porto tem base para fazer uma grande equipa; vamos ver quanto tempo vão aguentar alguns jogadores, como o Maxi, o Casillas, o próprio Felipe, que foi uma grande contratação, mas tem seis meses de clube; o Marcano, que parece que se encaixou numa boa dupla, ou o Danilo, que chegou há época e meia, e tem um trabalho fundamental no meio campo”, argumenta.
Por tudo o que pensa, Deco entende que é preciso cuidado quando se pede o título a esta equipa. “O FC Porto está em busca dessa base e pouco a pouco vai conseguir. Se o FC Porto pensar numa equipa para este ano, está a cometer um erro. É óbvio que é difícil para um clube que está sem ganhar há três anos, mas tem de pensar nos próximos. O grande objetivo do FC Porto é equilibrar com o Benfica a hegemonia que tinha. Até pode ganhar o campeonato, mas o maior desafio neste momento... é o futuro”, defende.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o unico facto evidente é que tu és um maluquinho da cabeça... e devias ser internado.

      achas que essa classificação faz algum sentido?

      Eliminar

Regras dos comentários

O Fora-de-Jogo mantém um sistema de comentários para estimular a troca de ideias e informações entre seus leitores, além de aprofundar debates sobre assuntos abordados nos artigos.

Este espaço respeita as opiniões dos leitores, independentemente das suas ideias ou divergência das mesmas, no entanto não pode tolerar constantes insultos e ameaças.

Assim o FDJ não aceita (ou apagará) comentários que:

- Contenham cunho racistas, discriminatórios ou ofensivos de qualquer natureza contra pessoas;
- Configurem qualquer outro tipo de crime de acordo com a legislação do país;
- Contenham insultos, agressões, ofensas;
- Contenham links externos;
- Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;

Não cumpridas essas regras, o FDJ reserva-se o direito de excluir o comentário sem aviso prévio.

Avisos:

- Respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade civil e penal de seus autores e/ou “reprodutores”, participantes que reproduzam a matéria de terceiros.
- Ao postarem suas mensagens, os comentadores autorizam o FDJ a reproduzi-los no blog;

Não fique Fora-de-jogo nas suas palavras...