14 dezembro 2016

Nota positiva para Jorge Sousa no Benfica-Sporting; É seguro: Bruno de Carvalho vai ter oposição nas próximas eleições; Operação 'Segunda Circular' levou ADoP ao Seixal e a Alcochete

É seguro: Bruno de Carvalho vai enfrentar oposição na forma de uma lista concorrente às próximas eleições para a presidência do Sporting, previstas para março do próximo ano, quando findar o primeiro mandato do atual líder do emblema de Alvalade. O jornal O Jogo escreve que o cabeça de lista ainda não está escolhido, devendo ser revelado no final deste ano. Por ora, os movimentos que confluem forças contra a atual linha governativa do clube leonino ainda tentam chegar a consenso sobre a figura que encaram como ideal para ir a votos. Contudo, o calendário e resultados da equipa principal de futebol podem precipitar cenários.
Com menor margem na luta pelos objetivos traçados, a equipa treinada por Jorge Jesus joga hoje a vida na Taça de Portugal, em Setúbal, e no domingo próximo defronta o Braga. Este será o desafio da Liga a seguir à derrota verificada no dérbi da Luz na ronda anterior, que deixou os verdes e brancos a cinco pontos do topo da liderança e no terceiro lugar, atrás do comandante Benfica e do segundo classificado FC Porto. Isto, bem entendido, além do afastamento das provas da UEFA, confirmado há uma semana em Varsóvia. Nova escorregadela no imediato poderá, porém, acelerar o processo de formação e afirmação da lista em causa.
À margem da conjuntura desportiva, há muito que várias personalidades afetas ao Sporting das mais diversas formas promovem encontros para debater o que têm sido os resultados obtidos durante o consulado de Bruno de Carvalho, depois de este ter vencido o sufrágio de 2013. O estilo controverso e a política financeira do responsável máximo pelos destinos do clube lisboeta são questionados em diversos círculos, designadamente os mais conservadores, que não se reveem nem no discurso, nem na forma como Bruno de Carvalho se posiciona a nível interno e externo.

ADoP em cima de Benfica e Sporting. A Autoridade Antidopagem de Portugal (ADoP) controlou ontem todos os jogadores dos plantéis de Benfica e Sporting, numa ação nunca antes realizada no futebol português.
Denominada ‘Segunda Circular’, a operação antidopagem teve início no dia 8, quando oito jogadores de cada clube foram controlados pela ADoP, prosseguiu no domingo, dia do dérbi, em que mais dois elementos de Benfica e Sporting foram objeto de análise, e terminou ontem, com a recolha de urina e sangue para controlo do passaporte biológico e da Eritropoeitina (EPO).
A brigada da ADoP, constituída por um médico, quatro enfermeiros e um técnico de análises clínicas, apresentou-se às 9 horas no Seixal, para controlar o plantel do Benfica, e às 14h30 foi a Alcochete, onde submeteu o quadro de jogadores do Sporting à recolha de urina e de sangue.
Segundo esclarecimento da ADoP prestado ao Record, a ação não decorreu em simultâneo nos dois clubes , porque nos formulários de localização previstos pelas normas antidopagem figuravam horas de treino diferentes – o Benfica de manhã e o Sporting pela tarde. Isto é, clubes e atletas individuais são obrigados a fornecer lugares e horas de treino, mas não são obrigados a permanecer nesses lugares foras das horas de treino, logo, as autoridades antidopagem só podem realizar ações de surpresa nos horários previamente comunicados.
Rogério Jóia, presidente da ADoP, sublinhou ao diário não existirem suspeitas agravadas sobre Benfica e Sporting, esclarecendo que estas ações já estavam previstas e foram anunciadas quando o passaporte biológico foi introduzido também no futebol.
A verdadeira novidade da operação ‘Segunda Circular’ foi a sua amplitude, por ter ultrapassado até os padrões da própria UEFA, que controla no máximo dez jogadores por equipa, tendo a ADoP desta vez estendido as análises a dois plantéis inteiros.

Nota positiva para Jorge Sousa no Benfica-Sporting. De acordo com informações recolhidas pelo Record, o árbitro Jorge Sousa teve nota positiva do observador Carlos Silva Coelho na avaliação feita à exibição do juiz portuense no dérbi entre Benfica e Sporting (2-1). Desta forma, deduz-se que o observador terá entendido que Jorge Sousa teve razão em não dar penálti ao Sporting nas duas alegadas mãos na bola pedidas pelos leões na grande área das águias (a primeira de Pizzi e a segunda de Nélson Semedo). Refira-se, ainda, que a nota de Jorge Sousa só passará a ser definitiva após ‘aval’ positivo da Comissão de Análise e Recurso.
Carlos Coelho preencheu o seu relatório e enviou-o ao responsável da Secção de Classificações. Recorde-se que Jorge Sousa apenas terá conhecimento oficial da sua classificação – e respetiva justificação – na sexta-feira. Após esta formalização, o árbitro portuense poderá aceitar a nota ou recorrer para a Comissão de Análise e Validação.
O Sporting não poupou nas críticas ao trabalho de Jorge Sousa no dérbi com o Benfica, apontando dois penáltis não assinalados, ambos por alegada mão na bola por parte dos jogadores encarnados. No final do encontro, Bruno de Carvalho foi corrosivo nas críticas e, no dia seguinte, continuou a ‘apontar o dedo’ ao trabalho do árbitro portuense: "Será que Jorge Sousa vai ter a infelicidade de novamente ficar lesionado como aconteceu quando foi severamente castigado nas notas, na altura em que supostamente errou contra outras equipas?". Refira-se que os leões só vão reagir após a nota ser tornada oficial.

12 comentários:

  1. O Capela naquele celebre jogo Benfica vs Sporting em 2013 também teve uma impressionante nota positiva mediante aquele escândaloso de jogo onde o SCP foi claramente prejudicado a olhos vistos. E assim se formam Campeões, lá fora são 0, até dependem de outros para passar :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa última frase revela só o ponto de demência a que a lagartada esta a chegar. Lindo.

      Eliminar
  2. Méééééééééé
    Lá fora são zero...ahahah vivem mm numa realidade paralela. Se nós somos zero...vcs.sao o que? -230
    Ridículos!
    Continuem por favor.
    Nunca acabem.

    #rumoaoBi18

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem lhe disse que sou do SCP?
      Não faça figuras ridículas. Se fosse, nem diria isto.
      Continue a ver as conquistas no preto&branco, mééééé.

      Eliminar
    2. Ahh é corrupto!
      Continua a acreditar q o teu clube ganhou sem a ajuda de prostitutas.

      Eliminar
    3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

      Eliminar
  3. É aqui que se mantém o sistema , num jogo com o resultado a ser ditado pelo arbitro , dá-se o docinho da nota positiva, avisando os próximos que se quiserem faturar têm de gamar a favor das galinhas. Pelo contrário, se marcarem um penalti contra as galinhas, têm o destino traçado. Felizmente os carneiros só ouvem os pedrinhos e caladinhos , temos garantidos mais uns aninhos de escravidão social que a carneirada não se importa.

    Siga,toca a pagar os campeonatos da vergonha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este deve ter levado com uma cartolina em cima... N diz coisa c coisa.

      Eliminar
  4. Este deve ter recebido a chamado como o Marco Ferreira recebeu: "o jogo tem de correr bem para o Benfica!". Investigações sobre isso? Tudo abafado. Ai se fosse o FCP ou o SCP. Como é o SLB, tudo se esquece...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se fosse o FCP ou o SCP n se falava nisso. Entre lagartos e tripeiros já ninguém se lembra das mãozinhas do jogo entre os dois. Agora qdo o adversário é o Benfica só destilam ódio.
      Por nós tudo bem, enqto n reconhecerem a incompetência própria o Benfica vai somando titulos.

      Eliminar
  5. Não me admira nada.
    O Bruno Paixão faz merda atrás de merda e continua a arbitrar.
    O apito ENCORNADO no seu auge.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bons bons eram os José Pratas e os Veiga Trigos... Esses é q eram "isentos" a favor dos Corruptos...

      Eliminar

Regras dos comentários

O Fora-de-Jogo mantém um sistema de comentários para estimular a troca de ideias e informações entre seus leitores, além de aprofundar debates sobre assuntos abordados nos artigos.

Este espaço respeita as opiniões dos leitores, independentemente das suas ideias ou divergência das mesmas, no entanto não pode tolerar constantes insultos e ameaças.

Assim o FDJ não aceita (ou apagará) comentários que:

- Contenham cunho racistas, discriminatórios ou ofensivos de qualquer natureza contra pessoas;
- Configurem qualquer outro tipo de crime de acordo com a legislação do país;
- Contenham insultos, agressões, ofensas;
- Contenham links externos;
- Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;

Não cumpridas essas regras, o FDJ reserva-se o direito de excluir o comentário sem aviso prévio.

Avisos:

- Respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade civil e penal de seus autores e/ou “reprodutores”, participantes que reproduzam a matéria de terceiros.
- Ao postarem suas mensagens, os comentadores autorizam o FDJ a reproduzi-los no blog;

Não fique Fora-de-jogo nas suas palavras...