28 julho 2016

João Mário exige ganhar o mesmo que Adrien e Patrício. "Sporting fez oferta séria que merece ser estudada"

A transferência de Marcelo Meli do Boca Juniors para os leões está bem encaminhada. Segundo o Record, o clube xeneize está recetivo a negociar o médio, apesar de se encontrar a analisar a proposta da SAD. Para já, o processo não está concluído mas as indicações são as melhores, pois as partes mostraram abertura para viabilizar a transferência.
Os leões já fizeram chegar uma proposta de compra ao Boca Juniors e fonte deste emblema argentino garantiu ao diário que se trata de uma "oferta séria", pelo que "merece ser estudada" pelo clube.
Meli (24 anos) manifestou a vontade de jogar no Sporting. O jogador está a par do interesse dos leões e, por isso, espera por um desfecho favorável à sua pretensão. Fernando Hidalgo, representante do argentino, é quem está a intermediar todo o processo, continuando, nesta altura, em diálogo com a direção do Boca Juniors, a qual terá alguns trunfos a seu favor: se, por um lado, aceitar negociar Meli; por outro, não tem pressa em fechar a transferência, pois o argentino é um jogador que agrada a Barros Schelotto, treinador do Boca. A intenção do clube é levar os leões a chegarem aos valores pedidos pelo passe de Meli, uma vez que os xeneizes detêm apenas metade do passe - o Colón é dono de 33 por cento dos direitos, estando o remanescente na posse do próprio jogador e seus representantes.

Exigências de João Mário. João Mário está de volta ao reino do leão, mas o futuro do campeão europeu pintado de fresco reveste-se ainda de incerteza. Depois de falhar a apresentação da equipa aos sócios no passado sábado, o médio do Sporting regressou à Academia na data combinada para a reincorporação dos quatro internacionais leoninos..., mas com uma pretensão clara em mente. O jornal O Jogo garante que o jogador, que se queixa de uma promessa de aumento salarial não cumprida depois de renovar contrato em agosto do ano passado, quer passar a auferir um milhão de euros líquidos para resistir à tentação de mudar de ares, quando há propostas pelo concurso do atleta.
Depois de se afirmar como titular na saga lusitana no Europeu de França e voltar a Portugal com um título inédito, o médio-ofensivo quer ver cumprido aquilo que, defende, ficou acertado na última prorrogação de contrato. À altura, a discussão entre o atleta e a administração estava no milhão de euros brutos, mas agora o camisola 17 exige passar para um patamar mais elevado, isto é, para o milhão de euros livres de impostos, passando para o mesmo nível salarial que os companheiros Rui Patrício e Adrien Silva, que a seu lado se sagraram campeões europeus.
Depois de se afirmar em pleno de leão ao peito na última temporada e, sobretudo, de gozar agora do estatuto de campeão da Europa, o jogador formado e revelado pelos verdes e brancos é um alvo muito apetecido no mercado e já foi mesmo objeto de propostas concretas, enviadas por Paris Saint-Germain e Inter de Milão. Contudo, a sociedade anónima desportiva de Alvalade decidiu rejeitar as hipóteses de negócio apresentadas, insistindo na venda pelo valor constante na cláusula de rescisão: 60 milhões de euros.
O cenário difícil para venda incomodou a parte que representa o jogador, agenciado pelo pai João Eduardo, em parceria com o empresário Kia Joorabchian, gerando polémica. Contudo, os leões até poderão evitar uma guerra para forçar a saída, assim aceitem aumentar João Mário.

3 comentários:

  1. Ui, ui, ui, ui! agora é que são elas! Exige um milhão de euros LÍQUIDOS = 2 M brutos. Um agravamento de cerca de 1,5 M por ano. Lindo!! Com mais 1 milhão ao Jasus vão a caminho do paraíso!

    ResponderEliminar
  2. Ui ui exige ah ah ah. Com essa palavra hipotecou qualquer possibilidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então sai! Promessa do empresário.

      Eliminar

Regras dos comentários

O Fora-de-Jogo mantém um sistema de comentários para estimular a troca de ideias e informações entre seus leitores, além de aprofundar debates sobre assuntos abordados nos artigos.

Este espaço respeita as opiniões dos leitores, independentemente das suas ideias ou divergência das mesmas, no entanto não pode tolerar constantes insultos e ameaças.

Assim o FDJ não aceita (ou apagará) comentários que:

- Contenham cunho racistas, discriminatórios ou ofensivos de qualquer natureza contra pessoas;
- Configurem qualquer outro tipo de crime de acordo com a legislação do país;
- Contenham insultos, agressões, ofensas;
- Contenham links externos;
- Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;

Não cumpridas essas regras, o FDJ reserva-se o direito de excluir o comentário sem aviso prévio.

Avisos:

- Respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade civil e penal de seus autores e/ou “reprodutores”, participantes que reproduzam a matéria de terceiros.
- Ao postarem suas mensagens, os comentadores autorizam o FDJ a reproduzi-los no blog;

Não fique Fora-de-jogo nas suas palavras...