09 abril 2016

JJ recebe proposta para entrar no Top 10 dos mais bem pagos do Mundo. Mas ainda não chega...

Jorge Jesus tem uma proposta da China que lhe permite ganhar sete milhões de euros ilíquidos/ano, colocando-o na top 10 dos treinadores mais bem pagos do mundo, escreve este sábado o jornal DN. A tentadora oferta, contudo, ainda não é suficiente para o técnico dizer que sim.
Esta é a segunda abordagem ao treinador por parte de emblemas daquele campeonato, o mais mediático dos últimos meses, sobretudo depois das contratações milionárias de alguns jogadores, como foram os casos recentes de Alex Teixeira, Ramires ou Jackson.
O campeonato chinês, iniciado em março, quer crescer e por isso procura os melhores, tanto a nível de jogadores como de treinadores. Sven-Goran Eriksson e Luiz Felipe Scolari são alguns dos que já se deixaram seduzir pelos milhões asiáticos. Também Rui Vitória, técnico do Benfica, teve uma oferta do Jiangsu Suning.
À imagem do que aconteceu no início do corrente ano, Jorge Jesus não pensa deixar o Sporting, onde inclusivamente já prepara a próxima época. Seja ou não campeão, o técnico tem a confiança do presidente Bruno de Carvalho e por agora só admite sair caso surja um projeto numa liga competitiva.
O emblema chinês que fez a proposta de sete milhões de euros/ano sabe das pretensões do técnico de 61 anos, mas o DN diz saber que não vai desistir facilmente. O clube entende que se Jesus for campeão nacional terá mais possibilidades de o seduzir, por isso está decidido a esperar pelo fim da temporada. E, segundo o diário, até admite subir a oferta. Sublinhe-se que Eriksson é o treinador mais bem pago daquele campeonato – dez milhões de euros/ano –, depois de ter trocado o Guanghzou pelo Shanghai SIPG.
Refira-se que financeiramente a proposta chinesa é substancialmente mais alta do que o salário auferido pelo treinador em Alvalade – cinco milhões de euros/ano... ilíquidos. Contudo, no Sporting pode sempre receber mais dois milhões, sujeitos a impostos, caso alcance o título. A diferença é significativa, resta saber se o suficiente para fazer Jesus vacilar. O técnico chegou a reagir publicamente à primeira proposta que teve da China e na altura teve uma declaração bem-humorada: “Vá lá que não me mandaram para a Sibéria, que seria mais longe. Sinto-me bem no Sporting.”
Clubes de Espanha e Itália estão atentos a Jesus e a estes o treinador teria dificuldades em dizer que não, isto depois da recusa ao Valência na última época. Também o AC Milan chegou a reunir com Jesus para o convencer a sair do Benfica. Neste momento, o técnico não tem cláusula de rescisão e para sair tem de pagar o remanescente dos ordenados – dez milhões de euros – até ao termo da ligação (junho de 2018). Esse valor, no entanto, pode ser negociado, situação que foi acautelada verbalmente com Bruno de Carvalho quando se vinculou ao Sporting.
Mesmo a propósito, ontem, na antevisão ao jogo desta noite com o Marítimo (20.45, Sport TV1) em Alvalade, Jorge Jesus não garantiu a sua continuidade no Sporting. “Tenho mais dois anos de contrato, mas estou farto de dizer a mesma coisa: treinador, seja ele quem for, está sempre em risco ou no risco porque se calhar é solicitado. O que tenho de fazer é estar concentrado, empenhado, apaixonado por estes oito meses que têm sido espetaculares pelo crescimento que o Sporting tem tido dentro e fora do campo”, salientou.

2 comentários:

  1. Cheira-me que JJ não será o treinador dos melões verdes.
    Ele está apenas a aguentar enquanto tiver a esperança de ganhar o campeonato.
    Ele já não pode ver o Babalu.

    ResponderEliminar

Regras dos comentários

O Fora-de-Jogo mantém um sistema de comentários para estimular a troca de ideias e informações entre seus leitores, além de aprofundar debates sobre assuntos abordados nos artigos.

Este espaço respeita as opiniões dos leitores, independentemente das suas ideias ou divergência das mesmas, no entanto não pode tolerar constantes insultos e ameaças.

Assim o FDJ não aceita (ou apagará) comentários que:

- Contenham cunho racistas, discriminatórios ou ofensivos de qualquer natureza contra pessoas;
- Configurem qualquer outro tipo de crime de acordo com a legislação do país;
- Contenham insultos, agressões, ofensas;
- Contenham links externos;
- Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;

Não cumpridas essas regras, o FDJ reserva-se o direito de excluir o comentário sem aviso prévio.

Avisos:

- Respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade civil e penal de seus autores e/ou “reprodutores”, participantes que reproduzam a matéria de terceiros.
- Ao postarem suas mensagens, os comentadores autorizam o FDJ a reproduzi-los no blog;

Não fique Fora-de-jogo nas suas palavras...