07 abril 2016

FC Porto vai fazer limpeza no balneário. Espinha dorsal é para proteger. Brahimi estará de saída. Indi e Herrera são para segurar, mas...podem vir a sair

As caras que vão compor o próximo plantel do FC Porto serão muito diferentes das do atual. A espinha dorsal a manter está definida e a ideia é protegê-la da lei do mercado. A obrigação que a sociedade presidida por Pinto da Costa tem de realizar receitas, de forma a evitar a quebra das regras do fair play financeiro imposto pela UEFA, levará à venda de alguns ativos. Segundo o jornal O Jogo, Brahimi é, nesse sentido, quem está na linha da frente, uma vez que, apesar de alguma irregularidade exibicional nesta temporada, é visto no mercado como um dos jogadores mais talentosos do atual plantel. As exibições pela seleção argelina ratificam essa impressão. Herrera, que foi muito associado a clubes italianos no inverno e poderá sair valorizado da participação da Copa América centenário, e Indi são outros elementos cuja continuidade também está dependente das propostas que chegarem aos escritórios do Dragão, embora o desejo seja mantê-los por mais uma temporada.
Acionar a opção de compra junto do Watford e fazer de Layún um dos intocáveis do próximo grupo é um dos planos do FC Porto, que também não querem ver partir Casillas, Maxi ou Corona. Danilo e André André, que ganham cada vez mais peso no plantel, e Rúben Neves, pela ligação sentimental ao clube e o potencial que exibe, também são para manter. Chidozie deve funcionar como o quarto central, Otávio já recebeu instruções para regressar de Guimarães – deverá ser um dos poucos do lote de emprestados a voltar –, enquanto José Ángel tem escancarada a porta da saída.
Todos os outros casos serão avaliados até maio e, alguns deles, poderão ainda merecer uma oportunidade de fazer a pré-época. Um deles deverá ser Bueno, a primeira grande contratação de 2015/16 dos azuis e brancos, que viu dois problemas físicos hipotecarem-lhe a possibilidade de se mostrar.

4 comentários:

  1. Há três anos em limpezas de pré-época e ainda não perceberam que o problema não está nos jogadores??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem dos treinadores. É mais dos adeptos que permitiram tudo à direcção enquanto ganhavam. Tudo. Tudo mesmo. Até tirar olhos e partir ossos. Doping. Putas. Agora acabou-se.
      O que fica? As recordações.

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

      Eliminar
  2. Se és adepto do porto que duvido,a culpa tb está mt em adeptos como tu,que vem pa net destilar ódio sobre o porto,deves ser daqueles que vai pó dragão,comer pipocas e assobiar.

    ResponderEliminar

Regras dos comentários

O Fora-de-Jogo mantém um sistema de comentários para estimular a troca de ideias e informações entre seus leitores, além de aprofundar debates sobre assuntos abordados nos artigos.

Este espaço respeita as opiniões dos leitores, independentemente das suas ideias ou divergência das mesmas, no entanto não pode tolerar constantes insultos e ameaças.

Assim o FDJ não aceita (ou apagará) comentários que:

- Contenham cunho racistas, discriminatórios ou ofensivos de qualquer natureza contra pessoas;
- Configurem qualquer outro tipo de crime de acordo com a legislação do país;
- Contenham insultos, agressões, ofensas;
- Contenham links externos;
- Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;

Não cumpridas essas regras, o FDJ reserva-se o direito de excluir o comentário sem aviso prévio.

Avisos:

- Respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados.
- Os comentários são de exclusiva responsabilidade civil e penal de seus autores e/ou “reprodutores”, participantes que reproduzam a matéria de terceiros.
- Ao postarem suas mensagens, os comentadores autorizam o FDJ a reproduzi-los no blog;

Não fique Fora-de-jogo nas suas palavras...